Marco Chiodi faz moção de pesar pelo falecimento de José Batista de Lima

Morreu no último dia 27 de junho, o senhor José Batista de Lima, filho de Geraldo Gomes de Lima e Leontina Pires de Oliveira, natural de Silvianópolis, Estado de Minas Gerais, nascido em 23 de março de 1940, contava com 74 anos de idade. Veio para Apiaí por volta de 1973, há 41 anos atrás, atraído pela grande oferta de empregos na região, em decorrência da instalação da fábrica da Camargo Corrêa na cidade.

Casou-se com Jacira Borges de Lima, de cuja união provieram os filhos: Maria José, Evaldisa, Eurico Jacy, Valdene, Antonio Valdecir, Vanderlei e Wagner, pessoas conhecidas em nosso meio, pai do nosso colega vereador Vanderlei.

Antes de vir para Apiaí tinha uma oficina de marcenaria na cidade de Silvianópolis, onde fabricava móveis e artefatos de madeira, ainda dedicava por meio de um caminhão próprio ao transporte de leite para um laticínio localizado na cidade de Pouso Alegre-MG.

Em Apiaí, sempre trabalhou como motorista, sendo seu primeiro emprego na Padaria Santo Padre Victor, depois trabalhou na empresa Auto Viação Itaóca, na empresa Transpen e na empresa Cesartur Turismo.

Do final de agosto à 23 de dezembro de 2012, esteve internado por cerca de quatro meses na Santa Casa de Itapeva, devido a uma pneumonia e com isso afetou outros órgãos. Na UTI do Hospital esteve internado por 96 dias e por mais 20 dias na Enfermaria.

“O falecimento deixou seus familiares, amigos, transtornados e abatidos pelo ocorrido. Teve como causa mortis insuficiência respiratória aguda, tromboembolia pulmonar. Deixou uma lacuna impreenchível e indelével lembrança de sua história e de sua passagem em nossa sociedade. Nossas sinceras condolências e sentimentos de pesar neste momento de dor à família enlutada”, finaliza Marco Chiodi.

Marco Chiodi