João Paulo pede redução de jornada de trabalho aos servidores municipais

João Paulo (1)O vereador João Paulo Cordeiro de Lima apresentou um Ofício nº 159 de 2015 ao Prefeito Municipal sugerindo que se adote uma jornada de trabalho excepcional e diferenciada enquanto persistirem as dificuldades, sendo das 07h00 às 13h00, para se evitar gastos desnecessários.

“Devido a crise econômica que afeta o bom funcionamento da máquina administrativa municipal, diante da difícil situação financeira que estamos atravessando, pois segundo informes os repasses feitos através da União e do Estado sofreu redução vertiginosa no último mês de agosto de 2015, comprometendo a boa qualidade dos serviços. Estamos acompanhando atentamente o desenrolar da atual conjuntura, bastante preocupado com a situação financeira que nos deparamos, razão essa que ouso sugerir que dentre as medidas já estudadas pelo prefeito para contrabalancear os efeitos drásticos que todos nós estamos sentindo, adote uma jornada de trabalho excepcional e diferenciada enquanto as dificuldades persistirem, ou seja, estipular que a jornada diária de trabalho dos servidores municipais seja das 07h00 às 13h00, ininterruptamente, cuja medida visa evitar gastos desnecessários com uma jornada extensa de trabalho e de baixa produtividade, aliás, infrutífera justamente por falta de condições de trabalho, vez que o funcionalismo encontra toda sorte de empecilhos no desempenho de suas funções, com escassez de materiais e insumos para normal desenvolvimento de suas atividades diárias. Nossa sugestão é que com o estabelecimento de uma jornada reduzida de 06 horas diárias, os servidores possam buscar alternativas para aumentar sua renda mediante atividades extras para suportar o agravamento da crise, e de outro lado, a Prefeitura minimizaria os efeitos ante a ausência de condições e meios necessários para que os funcionários possam desempenhar suas funções, serviços e atividades que lhes são afetas”, esclarece o vereador João Paulo.

João Paulo (2)